O que acontece?

O pénis aumenta de tamanho e engrossa durante a puberdade, mas trata-se de um processo lento que não acontece da noite para o dia. O pénis primeiro cresce e só depois é que engrossa. Há rapazes que se preocupam com o tamanho do seu pénis, mas a verdade é que os pénis são todos diferentes uns dos outros. Uns são grossos, outros são compridos, uns são finos, outros ligeiramente inclinados. O que importa é que saibas que as pessoas têm ritmos de amadurecimento diferentes e que é muito raro os rapazes da mesma idade terem todos o mesmo tamanho de pénis antes de concluírem a puberdade. Uma vez terminado o período de maturação, os pénis da maioria dos rapazes têm geralmente o mesmo tamanho quando erectos, independentemente do tamanho que tenham quando estão flácidos (não erectos). O tamanho do pénis não tem nenhum significado especial — é como ter pés grandes ou pequenos. 

O prepúcio é a pele que cobre a extremidade do pénis. A circuncisão consiste na remoção do prepúcio por motivos religiosos ou clínicos. 

O escroto é um saco de pele que fica por detrás do pénis, onde estão armazenados os testículos. Na puberdade, o escroto aumenta de tamanho e adquire uma cor ligeiramente diferente. Ao contrário do que se pensa, os testículos não descem de um dia para o outro para dentro do escroto: vêm descendo gradualmente. 

Não te preocupes se notares alguns pequenos pontos na pele do teu escroto: são pontos de onde nascerão pelos púbicos. 

É nos testículos que o esperma virá um dia a ser produzido. São constituídos por duas partes: os testículos (bolas) e o epidídimo, um tubo em forma de espiral à volta de cada um dos testículos. O esperma produzido nos testículos passa para o epidídimo, onde permanece até atingir a maturidade e começar a mover-se (cerca de 20 dias depois). O esperma, que já atingiu a maturidade, passa para outra zona do sistema reprodutivo (ver diagrama). 

Se tiveres um testículo mais abaixo do que o outro, não te preocupes. É perfeitamente natural: é a maneira de o organismo evitar que os testículos rocem um no outro quando te movimentares. 

Não te esqueças de que os testículos são muito sensíveis e qualquer pancada pode ser muito dolorosa. Um «pontapé nos tomates» pode parecer uma brincadeira, mas magoa a sério. 

Os canais deferentes são uns canais situados acima dos testículos, onde o esperma, que já atingiu a maturidade, fica armazenado até passar para a uretra, antes da ejaculação. A uretra é um canal compreendido entre a bexiga e o orifício exterior do pénis, que é comum ao sistema reprodutivo e ao sistema urinário. Durante a caminhada para a uretra, o esperma mistura--se com um fluido (que é constituído em parte por frutose, um açúcar que permite que o esperma navegue) produzido pelas vesículas seminais e pela próstata (uma glândula), ambas localizadas junto à bexiga. Esta mistura designa-se por sémen ou esperma. 

Erecção é o termo que designa um pénis excitado. Quando um rapaz se excita sexualmente, o pénis — que está normalmente flácido — enche-se de sangue e fica maior e mais duro. Durante a puberdade, os rapazes têm por vezes erecções em alturas pouco convenientes, mesmo quando não estão a pensar em sexo, como, por exemplo, no autocarro ou durante as aulas. Por muito inconveniente e embaraçoso que este fenómeno seja, é perfeitamente normal e acontece a todos os rapazes nesta altura da sua vida. 



Em que consiste uma erecção? 

Quando um rapaz se excita sexualmente, o pénis enche-se de sangue, enquanto os espermatozóides se deslocam para os canais deferentes e depois para a próstata, onde se misturam com fluido para formar o sémen. 

A ejaculação é a descarga do sémen de um pénis erecto em resultado de uma excitação sexual. Os rapazes não têm ejaculações antes da puberdade, embora tenham erecções desde que nascem. De uma maneira geral, a primeira ejaculação de um rapaz ocorre durante a noite e é conhecida como «sonho húmido». 

Sonhos húmidos são ejaculações que ocorrem quando os rapazes estão a dormir. São irritantes porque ninguém pode controlá-las, prevê-las ou impedir que aconteçam. Os sonhos húmidos ocorrem principalmente no início da puberdade e é através deles que os rapazes libertam a sua tensão sexual.

In: NAYK, Anita – Sexo, Tudo o que precisas saber. Colecção Geração Fixe, Gradiva, 2001